in , ,

Artista coreana funde linhas arquitetônicas com a fluidez da aquarela em paisagens oníricas

Sunga Park é uma artista ilustradora freelance e designer gráfico coreana com base em Bancoque. Autodidata, conta que tem grande apreço pela natureza imprevisível que a aquarela tem em assumir infinitas formas ao ser diluída em água. O que, para ela, revela os aspectos naturais do meio ambiente.

Em uma atual jornada por diversos países, partindo da Índia até a Europa, Park tem criado pinturas digitais que remetem a visões do mundo dos sonhos, fundindo esboços inspirados na arquitetura de prédios dos locais que visita com grandes manchas que simulam a aquarela diluída em água. O resultado são paisagens enebriantes de catedrais, vielas, cafés, entre outras.

+Info: parksunga.com | Behance | Facebook.

Escrito por Leandro Oliveira

I’m the CEO-founder of Visualflood, based in Feira de Santana, Brazil. Someone who loves visual arts and innovative technologies.

As mesas de centro que imitam profundezas aquáticas, por Alexandre Chapelin

Fotógrafo alemão viaja pelo mundo registrando a beleza dos pisos em cidades que visita