in

Fotógrafo holandês registra cenários incríveis de igrejas abandonadas na Europa

O fenômeno da secularização no mundo ocidental, em especial no continente europeu, transformou drasticamente a relação do indivíduo com as práticas religiosas. O surgimento do Iluminismo no século 17, a gradual perda de poder da Igreja sobre a sociedade e o avanço da racionalismo e da modernidade trouxeram o declínio às crenças no sobrenatural e, consequentemente, às atividades e expedientes adorativos — ocorrendo de forma mais acentuada no século passado. Como consequência, resultou também na obsolescência da funcionalidade de diversos templos e capelas pelo Velho Mundo, devido à falta de fiéis.

Muitas dessas igrejas acabaram sendo vendidas e ganhando novos usos, tornando-se desde livrarias, cafés e museus a, veja só, cervejarias e boates. Já outras não tiveram a mesma sorte e acabaram abandonas e entregues à ação do tempo. O fotógrafo holandês Roman Robroek, especialista e famoso por seus registros de locais decrépitos pelo abandono, criou uma série em andamento especial para elas. O resultado é um tanto impactante e revelador.

“Nestas fotos, tentei capturar a beleza em capelas e igrejas abandonadas. Lugares como esses podem ser muito antigos e carregar muita história em seu interior. A diferença na arquitetura é muito notável e acredito que cada lugar conta sua própria história”, compartilha Robroek em postagem autoral no site Bored Panda.

Mais informações: Website | Facebook | Instagram.

Escrito por Leandro Oliveira

I’m the CEO-founder of Visualflood, based in Feira de Santana, Brazil. Someone who loves visual arts and innovative technologies.

Esculturas incríveis de Bob Esponja feitas à mão com cerâmica plástica

Fotografias arquitetônicas futurísticas de Lars Stieger