in , ,

As fotografias sedutoramente obscuras de Ashley Joncas

O medo do obscuro é algo inerente a qualquer cultura humana. Quase sempre associado ao perigo, ao desconhecido, àquilo que não é possível prever nem controlar, o obscuro atiça nossos temores mais primitivos e nossas fantasias mais abstratas e místicas. Talvez por isso exerça também um grande fascínio, uma força magnética de curiosidade, um desejo súbito de develar seus segredos a pesar do medo que nos toma.

Este é o universo explorado pela fotógrafa com base em Seattle Ashley Joncas. Ela fundou o estúdio Énigme este ano, criado quase que exclusivamente para contemplar as nuances do mundo das sombras, do “minimalismo com as luzes apagadas”. “O foco principal é a hibridização do design minimalista com as qualidades atmosféricas profundas de um espectro de cores ameaçador”, descreve Joncas.

Vários de seus trabalhos podem ser vistos na Vogue italiana, TANK, Art Collective, e é descrita como “artista em ascensão” para 2016 na Beautiful Bizarre Magazine.

Mais informações: enigmestudio.com | Facebook | Instagram.

Escrito por Leandro Oliveira

I’m the CEO-founder of Visualflood, based in Feira de Santana, Brazil. Someone who loves visual arts and innovative technologies.

Artistas de empresa turca transformam desenhos de crianças em joias eternas

Luminárias rústicas belíssimas feitas com lenha por Paul Foeckler